Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

quinta-feira, 20 de março de 2014

Fundamentos Teóricos e Práticos do Ensino de História - Provas N1

Fundamentos Teóricos e Práticos do Ensino de História
N1-1
1) Como a história pode ajudar para que a criança desenvolva a criatividade e a cidadania?
Para que a história possa ajudar a desenvolver a criatividade e a cidadania é necessário que o aluno não seja um mero espectador, ele precisa questionar os fatos e considerar-se parte de todo o processo. Deve-se incentivar o aluno a desenvolver um olhar crítico diante dos fatos e o questionamento do porque eles ficaram marcado na história, deve-se ajudar na formação de cidadãos capazes de atuarem plenamente na sociedade em que vivem.

O ensino de história pode lhe dar subsídios para que compreenda, de forma mais ampla, a realidade na qual está inserido e nela interfira de maneira consciente e propositiva. O objetivo mais relevante do ensino da História é a noção de identidade, vinculada à reflexão sobre cidadania.

2) Quais as sugestões apontadas pelos autores do livro texto para o Eixo Natureza e Sociedade? 32
Para esse eixo os autores sugerem que as atividades que vamos desenvolver com os alunos devem transmitir algumas noções relacionadas aos seres vivos, à natureza e ao homem e de como nós como indivíduos podemos interagir com essas categorias.

As sugestões apontadas pelos autores estão relacionadas às atividades que serão desenvolvidas e que tem como finalidade transmitir noções relacionadas aos seres vivos, à natureza e ao próprio homem como elemento que pertence, usufrui e interage com essas categorias, dentro de um espaço e período de tempo. (Nil)

3)Explique a afirmação... “ os estudos históricos devem abranger 3 aspectos:  identidade social a partir da relação entre o particular e o geral (cultura e localidade), noção de diferença e semelhança, o eu e a percepção do outro e finalmente noções de diferença e semelhança (Souza – FTPH) Análise cada um dos 3 aspectos.
Identidade social a partir da relação entre o particular e o geral (cultura e localidade) – o conhecimento histórico desenvolve no aluno uma consciência mais crítica e humana. Através deste conhecimento ele estabelece relações entre identidade individual e coletiva, relacionando assim o particular e o geral através de uma perspectiva temporal. Desta forma sente-se por parte das transformações históricas ao reconhecer a sua localidade e outros em tempos diferentes, além de reconhecer e ter admiração pelas conquistas humanas, conquistando a sua própria identidade social.

-Identidade Social->a história sempre deve partir da individualidade de cada pessoa (sua história particular) e do grupo a que pertence, sua localidade.
- Noções de diferenças e semelhanças-> refletindo na história da humanidade, perceberão diferenças e semelhanças com sua própria história e a do seu grupo social

4) No que consiste o conceito de sujeito histórico? 50
Sujeito histórico é todo aquele que direta ou indiretamente participa da ação social, podemos dizer que o sujeito social está em todos os contextos históricos e suas características principais é a luta pela transformação, eles podem ser desde os heróis, como pessoas simples em suas atividades cotidianas.

O sujeito histórico é o agente da ação social, escolhido pelos historiadores como foco de análise e importante para a compreensão dos estudos sobre a história. Ele consiste nas ações dos sujeitos ou de um grupo nas suas atividades cotidianas, ou seja, diferentes elementos do jogo social, desde líderes e figuras heroicas, até gente simples em suas ações. (Nil)

N1-2
1) No que consiste a chamada História Nova? Análise suas principais características
A história nova são os fatos recentes da atualidade, são importantes porque através dela podemos abrir um leque de discussões sobre o assunto por exemplo: a política poderá trabalhar com os dias de hoje fazendo uma viagem ao tempo como se fosse uma linha do tempo para poder explicar sobre os tipos de governo existentes.

2) Exemplifique com formas de trabalhar a História de forma interdisciplinar.                       
Trabalhando por exemplo a história da vida do aluno podemos construir um livro com ilustração sobre os principais fatos que marcaram a vida daquele aluno até a data de hoje, outro modo de trabalhar seria um teatro com os principais fatos da vida.

3) Como posso trabalhar na Ed. Infantil os conceitos fundamentais para o estudo de história (fato  histórico, sujeito histórico e tempo histórico)?
Na educação infantil podemos trabalhar com o lúdico da criança, como um teatro de fantoches, uma história contada de uma forma mais ativa com a participação de todos ou deixar a turminha contar a história quanto eles se referem a muito mais tempo atrás, já tem a noção temporal espacial.

4) Explique a frase: “ O universo de sistemas simbólicos  oferecidos pela cultura é, justamente , o universo d descobertas da criança ( Souza – FTPH)
Quer dizer que a criança aprende brincando desde muito cedo, é normal as meninas brincarem de casinha e boneca e os meninos de bola e carrinhos, a nossa sociedade já ensina que as meninas tem que ser boa mãe e dona de casa e os meninos o tão famoso sonho de ser jogador de futebol, mas as coisas estão mudando pois a mulher tem conquistado cada dia mais seu espaço e temos excelentes chefes  de cozinha homens, enfim o professor deve aproveitar esta bagagem que o aluno traz de casa para explorar e criar cada vez mais aulas criativas que despertem o interesse e a curiosidade do aluno tornando a escola um ambiente agradável, algo prazeroso e não uma obrigação.

N1-3
1) Diferentes tipos de fontes que podem ser utilizados pelo Historiador. Quais são estas fontes? Exemplifique. 83
As fontes do historiador são: documentos escritos, relatos orais (histórias, orais de testemunhas oculares dos fatos passados), objetos, construções antigas, ruinas, esqueletos, fósseis, livros, cartas, obras de arte, etc...

São fontes utilizadas pelos historiadores para recuperar o passado humano:  Os jornais, as revistas, os documentos oficiais, as obras de artes entre outros. Além dessas, também pode ser considerados registros históricos os restos de esqueletos e de casas, objetos de uso domésticos dos mais variados como vestuário, desenhos, livros, cartas, esculturas, pintura etc. (Nil)

2) Análise os conceitos de fato, sujeito e tempo histórico. 50/60        
Fato histórico e o fato ou evento histórico importante para entender o passado, mas não basta ver o fato passado, é preciso tbém entender a realidade que o sujeito histórico vive e como era o pensamento dominante em seu tempo “o tempo histórico”. Se formos entender os fatos passados a partir da nossa realidade atual não compreenderão eventos como a inquisição ou então teremos a tendência de achar os povos do passado um conjunto de bárbaros e ignorantes.

Fato histórico pode ser entendido como um acontecimento ou evento com significado importante para a compreensão do passado;
Sujeito histórico é o agente da ação social, escolhido pelos historiadores como foco de análise e importante para a compreensão dos estudos sobre a história.
O tempo histórico é aquele que conta as ações do homem sobre o espaço. São periodos ou espaço de tempo que marcam determinados acontecimentos, para que a humanidade tenha uma referencia temporal que possa ser compartilhada por diversas pessoas (nil)

3) As noções sobre “educação e criança” se transformaram ao longo da história. Explique esta frase, exemplificando. 21
A criança da idade média para nossa época passou a ser considerada de maneira diferente, podemos dizer que a criança era vista como um adulto incompleto e não eram levados em consideração as nuances próprias de sua idade. A escola se modificou com a ação de pensadores como Montessori, Hosseau, Pestalozzi e Decroly que levariam em consideração, entre outras coisas o seu desenvolvimento motor e sensorial.

Até o século XVII a sociedade não dava muita atenção à criança. Na Idade Média ela era vista como adulto em miniatura e, desde muito nova, era inserida no mundo adulto de forma brutal. Sua socialização e transmissão de valores e de conhecimentos não eram asseguradas pelas famílias.
As tranformaçõesda concepção de criança começaram com as reformas religiosas, trazendo um novo olhar sobre as crianças e sua aprendizagem. No século XIX, com Rousseau,Pestalozzi,Decroly,Froebel e Montessori, surgem iniciativas isoladas como a criação de creches, asilos e internatos, que aliás, eram vistas como instituições destinadas a cuidar de crianças pobres, o que apenas encobria o problema e não tinha capacidade de buscar transformações mais profundas na realidade social dessas crianças, essa realidade se estende até os dias atuais. 

4) Explique o trecho a seguir exemplificando: qualquer pessoa, independente de idade, sexo, quer dizer é um agente da história” (Souza – FTPH) 119
Hoje em dia não temos mais história tradicional constituída de heróis, como foi ensinada a história do Brasil, por muitas décadas, onde somente uma pequena quantidade de homensricos, políticos importantes ou generais eram atores da história de nosso país. Na realidade estas pessoas servem somente como catalisadores, ou seja tiveram a perspicácia de identificar as demandas populares e serem sujeitos pronunciantes desse processo, mas tal história não se faria sem a participação popular, como exemplo temos muitos, vou citar Getúlio Vargas que somente se manteve no poder porque com sua politica trabalhista conseguiu o apoio da massa. Mas tbém é preciso compreender que esses personagens da história tradicional foram uma necessidade da época pois era preciso criar um sentimento nacionalista em uma nação incipiente como o Brasil do final do século XIX e início do século XX.

O texto acima mostra que o sujeito histórico não se restringe mais aos grandes heróis, ou seja, todo e qualquer indivíduo é considerado sujeito histórico pois cada um tem a sua própria história. Sendo assim, é importante mostrar para nossas crianças que elas também fazem a história, tanto quanto os grandes heróis, e que a sua história também pode ser contada.(Nil)

N1-4
1) O que o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil (RCNEI) sugere como conteúdos e atividades a serem desenvolvidos com a criança? 26
Ele sugere as atividades em movimentos, artes visuais, música, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade e matemática. O RCNEI é um documento dividido em três volumes e procura instrumentalizar os educadores na prática educativa cotidiana, com as crianças em creche e pré-escolas, respeitando-se a diversidade cultural do país.

O RCNEI sugere que inúmeros conteúdos e atividades como artes visuais, música, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade e matemática sejam desenvolvidos cotidianamente com as crianças em sala de aula, levando em consideração aspectos de compreensão da realidade natural, social e cultural da criança. (Nil)

2) Utilizando fontes visuais para analisar o registro da história pense e escreva uma proposta de utilização para crianças de 5 a 7 anos. 84
Tenho como proposta uma aula dinâmica, onde a criança pode vir conhecer o corpo humano, onde traremos bonecos, e colocaremos setinhas em cada parte do corpo a qual iremos explicar uns aos outros, falaremos para que serve cada órgão e ossos do nosso corpo humano e com isso eles se descobrirão sozinhos. Devemos sempre trabalhar a coordenação motora escrita, a alfabetização da criança através da construção da língua escrita relacionando letras, objetos, sons, discriminando e visualizando as famílias silábicas, visamos o desenvolvimento do raciocínio lógico matemático tbém.

O trabalho com fotografia pode ser uma fonte bem interessante. É possível se identificar, por meio da imagem impressa no papel, elementos de uma sociedade do passado e proporcionar reflexões sobre comportamentos registrados através dela. O professor pode também trabalhar as questões da técnica fotográfica, dos materiais utilizados e as diferentes lembranças que as pessoas têm sobre essa mesma época que a fotografia registrou. (Nil)

3) No que consiste a chamada História Positivista? 51
A chamada história positivista está relacionada a uma linha de pensamento que surgiu com o filósofo e pensador Augusto Conte, a história positivista aborda uma visão determinada e registrada como sendo apenas esta a história corrente legal abordando como única e verdadeira os fatos dos heróis, suas datas e feitos, destacando sempre a história dos vencedores, sendo esta história aplicada nas escolas a pouco tempo, e podendo até os dias de hoje em certas regiões do Brasil e do mundo ser encontrado, deixando de lado a história como ciência.

A história positivista consiste na noção quase mítica dadas a alguns personagens, que narram uma história com sentido fabuloso, mágico e divino e com caráter de verdade inquestionável. Essa história tradicional se concentra nos grandes feitos dos grandes homens, estadistas, generais e eclesiásticos, deixando para  a humanidade um papel secundário no drama da história.

4) Análise e explique a frase a seguir: “...os grupos sociais são diferentes por várias razões como: estão localizados em espaços geográficos diferentes portanto precisam se adaptar a eles; estão organizados em diferentes épocas...ou ainda esses grupos podem viver no mesmo espaço e no mesmo tempo histórico, mas tem vidas diferentes dependendo da sua cultura material...ou do grupo a que pertencem” (Souza – FTPH) 140
A formação da história do homem relaciona com a construção do homem no tempo e espaço, os grupos fazem a parte da vida humana defendendo uma causa ou lutando por um ideal ou algo como a própria frase diz: os grupos são diferentes por várias razões históricas, como a localização que estão, podendo os aspectos geográficos influenciar na ideologia e energia do grupo, ou o mesmo grupo pode ser diferente pois a história está num processo onde cada lugar ocorre uma temporalidade diferente, influenciando na formação do grupo, podemos usar como exemplo o grupo de trabalhadores em todo o tempo e sociedade os trabalhadores, estavam presentes mas apenas com as ideias socialistas e sua consciência política que se deram conta de sua importância no fluxo e na vida da história humana, estes trabalhadores podem estar organizados de diferentes formas seja no campo ou na cidade e em várias épocas da história, ou ainda no mesmo local de trabalho, cada qual com sua função e utilidade, atualmente os trabalhadores são diversificados, mas ocorre ainda a divisão social de sua importância dentro da sociedade pós moderna.

A pesar de tantas diferenças, a criança deve entender que isso não significa superioridade de um grupo sobre o outro e sim o diverso. O estudo do cotidiano de uma cultura/vida em diferentes tempos e espaços propicia à criança a familiarização com outros tempos históricos e culturas, podendo assim, confrontá-las com o seu, para que comece a pensar sobre a existência de um modo de viver diferente do seu e sobre uma história onde a sua se insere. (Nil)

N1-5
1) Pense e escreva uma proposta de utilização para crianças utilizando fontes sonoras para analisar o registro da história. 44
Colocar músicas de várias épocas para que seja analisado as mudanças de estilo musical que caracterizavam cada época e tbém trabalhar produções de músicas sobre assuntos atuais e do passado, após pesquisas, traz bons resultados.

2) O que se entende por tempo social? Exemplifique. 151
Se entende que esse tempo natural é preenchido pelo fazer da humanidade, quer dizer, com o passar do tempo, os homens e mulheres constroem cidades, tem ideias, desenvolvem projetos, fazem guerras, vivem sua vida cotidiana, quando a criança começa a entender essas coisas significa que ela entende o que é tempo social.

Entende-se como tempo natural que é preenchido pelo fazer da humanidade, ou seja, com o passar do tempo os homens e mulheres constroem cidades, tem ideias, desenvolvem projetos, fazem guerras, vivem sua vida cotidiana, é no estudo do tempo social que as crianças começam a ter noção de história. (prova)

3) Quais os seis eixos propostos pelo RCNEI para atuação junto às crianças? 26
Os eixos propostos são: Movimento, artes visuais, música, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade e matemática.

4) Explique a frase:  “ ao desenvolver uma nova abordagem da construção da história, os indivíduos são colocados como sujeitos da história, capazes de compor as fileiras da História e de sua construção com as suas atividades e atitudes ( Souza – FTPH) 51
Esta sendo criada uma nova visão para relatar a história, uma nova linguagem para narrar a história, observa-se o resgate daqueles que haviam sido excluídos por ela.

De acordo com o texto, o sujeito histórico não se restringe apenas aqueles que detém o poder ou aos heróis, mas a todo indivíduo. Criou-se uma nova visão para relatar a história, uma nova linguagem para narrar a história. Observa-se o resgate daqueles que haviam sido excluídos por ela. (prova)


2 - Qual a diferença entre tempo histórico e tempo cronológico?
Tempo histórico é aquele utilizado pelos historiadores, e está focado nos fatos e nos acontecimentos de curto e longo espaço de tempo e não no calendário. Ex. o período da Idade Média, a Idade Moderna, a Ditadura Militar no Brasil, etc.
Já o tempo cronológico esta relacionado ao calendário, com datas específicas (exata). Ex. o descobrimento do Brasil, a Independencia do Brasil, etc (nil)

3 - O que é fato histórico? Como poder ser trabalho em uma criança do 1º e 2º ciclos do Ensino Fundamental? Exemplifique.(32/40
Fato histórico são ações significativas, eventos políticos, festas cívicas e ações históricas que marcam para sempre um determinado momento importante.
Em sala de aula, o fato histórico pode ser trabalhado a partir de atividades cotidianas; a leitura ou a dinâmica de histórias em sala de aula é uma boa forma de se trabalhar esse tema, alem de poder utilizar os recursos visuais (filme), fazendo conversação entre o fato histórico mostrado no filme e aquele trabalhado em sala de aula.(Nil)

4 - Relacione resgate da memória e construção de identidade. P.151 portal
O resgate da memória é muito importante na construção da identidade pois, o que cada pessoa tem a contar sobre sua vida é fundamental para resgatar a história de um determinado período e faz com que cada um de nós se sinta inserido na sociedade, por meio de nossos laços culturais e afetivos.(Nil)

Quais as mudanças ocorridas na concepção de infância, de acordo com Philippe Ariès, entre a Idade Média e a Modernidade? ( 21)
Na idade média, assim que as crianças eram desmamadas passavam a serem consideradas como “mini adultos”, a prova disso são os retratos das crianças daquela época já vestidas como adultos e com características totalmente diferente do que vemos hoje nas crianças.

A infância constitui uma realidade que começou a ganhar contorno a partir dos séculos XVI e XVII. A partir do renascimento a integração da criança no mundo adulto se tornou cada vez mais tarde e a marcar, com fronteiras bem definidas, o tempo da infância, progressivamente ligado ao conceito de aprendizagem e de escolarização