Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

GESTÃO EDUCACIONAL - Provas OnLine - N2

Minha N2
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Leia abaixo:
        Abraham Maslow formulou uma teoria motivacional muito conhecida e que hierarquiza as necessidades humanas sob a forma de uma pirâmide. Quais são as cinco camadas da pirâmide, respectivamente?
 Alimentação, repouso, fisiológicas, social e pessoal.
 Sucesso profissional, estima, repouso, autorrealização e motivação.
 Progresso financeiro, social, fisiológicas, psicológicas e segurança.
 Autorrealização, estima, social, segurança e fisiológicas.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Observe a definição abaixo.
<b>Imagem Não Pode Ser Gerada!</b>
  Essa é a definição de
 gestão do conhecimento.
 planejamento estratégico.
 gerenciamento da qualidade total.
 planejamento participativo.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Segundo o artigo da Lei 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) os conteúdos curriculares da educação básica observarão, como diretrizes,
 a colocação direta dos alunos no mercado de trabalho.
 a difusão de valores fundamentais ao interesse social, aos direitos e deveres dos cidadãos, de respeito ao bem comum e à ordem democrática.
 a consideração das condições de escolaridade dos alunos em cada estabelecimento, sempre comparando as com as condições ideais ou ótimas.
 a promoção do desporto educacional e apoio às práticas desportivas formais.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Durante o estudo individual, é possível e provável que os alunos comecem a ocupar-se de atividades não relacionadas à atividade.
Como o professor deve gerenciar essa situação?
 O professor deve buscar, junto à direção da escola, as diretrizes para o comportamento dos alunos durante essas atividades.
 Ensinar aos alunos como continuar estudando enquanto esperam pela assistência do professor.
 Não deve reprimir a turma, aguardando que eles se conscientizem de que devem realizar somente as atividades propostas.
 Permitir que os alunos continuem dispersos, porém, ao término da aula deverá ser cobrada a atividade inicial.Parte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
1. Os nomes de Frederick Winslow Taylor e de Henri Fayol estão ligados, respectivamente,
 à Escola de Administração Científica e à Teoria Sistêmica de Administração.
 à Escola de Administração Científica e à Escola Clássica de Administração.
 às teorias modernas de gestão e às teorias emergentes de gestão.
 à Escola Clássica de Administração e à Escola de Administração Científica.

2. Leia abaixo:
         Abraham Maslow formulou uma teoria motivacional muito conhecida e que hierarquiza as necessidades humanas sob a forma de uma pirâmide. Quais são as cinco camadas da pirâmide, respectivamente?
 Autorrealização, estima, social, segurança e fisiológicas.
 Progresso financeiro, social, fisiológicas, psicológicas e segurança.
 Alimentação, repouso, fisiológicas, social e pessoal.
 Sucesso profissional, estima, repouso, autorrealização e motivação.

3. Observe a definição abaixo.
Apresenta grande abrangência social, é mais que uma ferramenta
para a administração, tem uma visão própria do que
é participação (colaboração, decisão e construção coletiva) e
incorpora uma visão estratégica, mas situacional.

Essa é a definição de:
 planejamento estratégico.
 gerenciamento da qualidade total.
 gestão do conhecimento.
 planejamento participativo.

4. Leia abaixo:
         A gestão colegiada, de grande importância no quadro atual da educação, auxilia imensamente o gestor escolar, principalmente em relação a uma das suas funções. Essa função é a de
 motivar o grupo para a ação.
 iniciar ações institucionais na escola.
 tomar decisões.
  estimular o desenvolvimento dos membros da sua equipe.Parte inferior do formulário


Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
1. Observe:
·         Ao gestor escolar compete o resgate da dimensão educacional das avaliações promovidas pelo Ministério da Educação, como o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB), ou iniciativas no âmbito estadual e municipal. Assinale a alternativa que representa um dos momentos dessa competência.
·          Restringir a participação efetiva de segmentos da escola no momento da realização da avaliação.
·          Aplicar os instrumentos de avaliação que não estavam previstos no processo.
·          Evitar que a comunidade escolar discuta sobre a importância e o significado de tais avaliações.
·          Criar espaços de discussão na escola, envolvendo os vários segmentos escolares.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Segue abaixo:
·         Na escola de Mariana, a diretora é uma pessoa muito querida. Ela participa de todas as festas promovidas pelos professores, que adoram conversar com ela e chegam a lhe fazer confidências. Esse tipo de poder social é chamado de
·          legítimo.
·          recompensa.
·          competência.
·          referência.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. O Projeto Político Pedagógico é um importante instrumento para a gestão da autonomia da escola. Sobre ele podemos dizer que
·          a sua construção deve articular os partícipes da realidade escolar: corpo docente e corpo discente.
·          pode provocar dois tipos de problema: a fragmentação do trabalho pedagógico e o aumento da rotina de tarefas improdutivas.
·          não é necessário que os atores institucionais pensem, com base na própria realidade, sobre a singularidade que caracteriza a autonomia.
·          é compreendido como o plano global da instituição ou o projeto educativo, ou seja, um instrumento teórico-metodológico.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. O estresse, fenômeno muito estudado atualmente, é definido por Couto como:
·         "Um estado em que ocorre um desgaste anormal da máquina humana e/ou uma diminuição da capacidade de trabalho, ocasionados basicamente por uma incapacidade prolongada do indivíduo tolerar, superar ou se adaptar às exigências de natureza psíquica existentes no seu ambiente de vida."
(COUTO, Hudson de A. Estresse e Qualidade de Vida do Executivo. Rio de Janeiro: COP, 1987. p. 16.)
As características listadas abaixo são "sintomas" de estresse. Observe-as.
- Fixação em números e horários, com sentimento de premência do tempo.
- Insegurança constante quanto ao status alcançado.
- Impetuosidade verbal e necessidade de dominar as conversas.
- Tendência a fazer várias coisas ao mesmo tempo e sentimento de culpa quanto ao ócio.
- Competição frequente e intensa, mesmo em situações em que ela não se justifica.
- Preocupação acentuada em "ter" bens materiais

Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. A influência da Teoria Sistêmica sobre a gestão escolar foi muito marcante no Brasil da década de 1970. Uma dessas influências é a
·          utilização de planilhas para a elaboração dos planejamentos e a formulação de objetivos instrucionais.
·          exploração dos trabalhadores pela organização de trabalho.
·          ênfase nos grupos e relações informais no trabalho.
·          divisão do trabalho, em que cada tarefa deve ser dividida no maior número possível de subtarefas.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Leia abaixo:
·         A gestão colegiada, de grande importância no quadro atual da educação, auxilia imensamente o gestor escolar, principalmente em relação a uma das suas funções. Essa função é a de
·          estimular o desenvolvimento dos membros da sua equipe.
·          tomar decisões.
·          motivar o grupo para a ação.
·          iniciar ações institucionais na escola.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Um dos importantes instrumentos que podem ser utilizados em uma instituição para lidar com as questões grupais é o "grupo operativo".
·         É importante que o gestor escolar conheça essa estratégia. Com relação à utilização da estratégia do grupo operativo na escola, podemos afirmar que ela
·          amplia os conflitos existentes, já que as relações do grupo vão sendo intensificadas, permitindo que as pessoas repensem várias questões.
·          não deve ser utilizada, pois é apenas clínica e boa para as psicoterapias de grupo.
·          centra sua dinâmica apenas no sentir e no pensar dos sujeitos, e não nas tarefas que eles realizam.
·          é mais uma valiosa ferramenta de trabalho social para ser utilizada na gestão escolar, pois consiste na busca e criação de condições para que as mudanças ocorram no interior das pessoas.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. O estresse, fenômeno muito estudado atualmente, é definido por Couto como:
·         "Um estado em que ocorre um desgaste anormal da máquina humana e/ou uma diminuição da capacidade de trabalho, ocasionados basicamente por uma incapacidade prolongada do indivíduo tolerar, superar ou se adaptar às exigências de natureza psíquica existentes no seu ambiente de vida."
(COUTO, Hudson de A. Estresse e Qualidade de Vida do Executivo. Rio de Janeiro: COP, 1987. p. 16.)
As características listadas abaixo são "sintomas" de estresse. Observe-as.
- Fixação em números e horários, com sentimento de premência do tempo.
- Insegurança constante quanto ao status alcançado.
- Impetuosidade verbal e necessidade de dominar as conversas.
- Tendência a fazer várias coisas ao mesmo tempo e sentimento de culpa quanto ao ócio.
- Competição frequente e intensa, mesmo em situações em que ela não se justifica.
- Preocupação acentuada em "ter" bens materiais.
Essas características constituem o que chamamos de
·          tipo A de personalidade.
·          tipo de personalidade de uma pessoa estressada.
·          tipo B de personalidade.
·          tipo de personalidade de uma pessoa neurótica
Parte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Observe:
Michel Foucault é um autor conhecido pelos seus estudos sobre poder e autoridade. Assinale, dos conceitos abaixo, o que pertence ao universo teórico desse autor.
  •  Crise de autoridade historicamente estabelecida.
  •  Relação entre o exercício da crítica e a resistência.
  •  Importância do exercício do poder.
  •  Distinção entre governo e governamento.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Leia abaixo:
  • Atualmente, consideramos que o professor também exerce uma forma de gestão, no cotidiano do seu trabalho, que se chama "gestão instrucional". Esse termo significa que os professores gerenciam
 espaço, materiais, equipamentos, o movimento de pessoas e as aulas.
  •  o Projeto Político Pedagógico.
  •  a escola, junto com a direção.
  •  o processo de desenvolvimento e aprendizagem dos alunos.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. O estresse, fenômeno muito estudado atualmente, é definido por Couto como:
"Um estado em que ocorre um desgaste anormal da máquina humana e/ou uma diminuição da capacidade de trabalho, ocasionados basicamente por uma incapacidade prolongada do indivíduo tolerar, superar ou se adaptar às exigências de natureza psíquica existentes no seu ambiente de vida." 
(COUTO, Hudson de A. Estresse e Qualidade de Vida do Executivo. Rio de Janeiro: COP, 1987. p. 16.)
As características listadas abaixo são "sintomas" de estresse. Observe-as.
- Fixação em números e horários, com sentimento de premência do tempo.
- Insegurança constante quanto ao status alcançado.
- Impetuosidade verbal e necessidade de dominar as conversas.
- Tendência a fazer várias coisas ao mesmo tempo e sentimento de culpa quanto ao ócio.
- Competição frequente e intensa, mesmo em situações em que ela não se justifica.
- Preocupação acentuada em "ter" bens materiais.
Essas características constituem o que chamamos de
  •  tipo A de personalidade.
  •  tipo B de personalidade.
  •  tipo de personalidade de uma pessoa neurótica.
  •  tipo de personalidade de uma pessoa estressada.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Paulo Freire é um dos teóricos que melhor explicita o conceito de autoridade pedagógica. A melhor definição desse tipo de autoridade é aquela que
  •  organiza as relações estabelecidas entre educação e comunidade, tornando visível e disponível, em sala de aula, elementos contextuais que originam referências com as quais a sociedade se organiza.
  •  é efetivada a partir da dimensão básica da atividade pedagógica: a relação dá-se sempre entre pessoas que trazem um capital cultural de origem.
  •  deve garantir a todos, tomando como meta o projeto de sociedade, condições e oportunidade de expor e aplicar o que sabem, exigindo o máximo de cada um.
  •  permite o arbítrio e os abusos do poder, estabelecendo-se sobre o medo e sobre a imposição de um saber hegemônico sobre os demais
Parte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. O Projeto Político Pedagógico é um importante instrumento para a gestão da autonomia da escola. Sobre ele podemos dizer que
  •  não é necessário que os atores institucionais pensem, com base na própria realidade, sobre a singularidade que caracteriza a autonomia.
  •  é compreendido como o plano global da instituição ou o projeto educativo, ou seja, um instrumento teórico-metodológico. CORRETA
  •  pode provocar dois tipos de problema: a fragmentação do trabalho pedagógico e o aumento da rotina de tarefas improdutivas.
  •  a sua construção deve articular os partícipes da realidade escolar: corpo docente e corpo discente.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Gustavo Boog apresentou um modelo esquemático de mudança que se estratifica em três níveis.
  • A definição que melhor se aplica ao segundo nível (necessidade de aprender/vivência da instituição) é
  •  o nível que se refere ao diagnóstico atual dos recursos quantitativos da organização: onde nós estamos? Onde nós queremos estar?
  •  o diagnóstico atual dos recursos qualitativos da organização: como somos? Como queremos ser (o que queremos mudar)?
  •  aquele que traz a demanda de construção da definição de diretrizes, metas, objetivos e planos estratégicos (novos procedimentos e instrumentos participativos de avaliação).
  •  o nível em que ocorre o verdadeiro desenvolvimento da organização, por meio da aquisição de habilidades e capacidades. CORRETA
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Paulo Freire é um dos teóricos que melhor explicita o conceito de autoridade pedagógica. A melhor definição desse tipo de autoridade é aquela que
  •  deve garantir a todos, tomando como meta o projeto de sociedade, condições e oportunidade de expor e aplicar o que sabem, exigindo o máximo de cada um. CORRETA
  •  é efetivada a partir da dimensão básica da atividade pedagógica: a relação dá-se sempre entre pessoas que trazem um capital cultural de origem.
  •  permite o arbítrio e os abusos do poder, estabelecendo-se sobre o medo e sobre a imposição de um saber hegemônico sobre os demais.
  •  organiza as relações estabelecidas entre educação e comunidade, tornando visível e disponível, em sala de aula, elementos contextuais que originam referências com as quais a sociedade se organiza.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Segue abaixo:
  • Na escola de Mariana, a diretora é uma pessoa muito querida. Ela participa de todas as festas promovidas pelos professores, que adoram conversar com ela e chegam a lhe fazer confidências. Esse tipo de poder social é chamado de
  •  legítimo.
  •  competência.
  •  recompensa.
  •  referência. CORRETA
Parte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Quando estudamos a liderança, vimos que ela tem três conceitos correlatos: controle, poder e autoridade.
·         Faça a correspondência de cada conceito com a sua significação, numerando a coluna da direita.
1 - Controle
2 - Poder
3 - Autoridade
( ) É a capacidade potencial para o exercício da influência, em sentido mais geral, não dizendo respeito aos atos pontuais.
( ) Neste caso, a influência é suficientemente forte para que o ciclo de mudança de comportamento seja completado, vencendo resistências ou influências em sentido diferente.
( ) Trata-se de poder legítimo, poder que uma pessoa tem em virtude do seu papel, da sua posição hierárquica.
Agora, assinale a alternativa correta, de acordo com o que foi associado acima.
·          2, 1, 3.
·          3, 1, 2.
·          1, 2, 3.
·          2, 3, 1.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. A influência da Teoria Sistêmica sobre a gestão escolar foi muito marcante no Brasil da década de 1970. Uma dessas influências é a
·          ênfase nos grupos e relações informais no trabalho
·          exploração dos trabalhadores pela organização de trabalho.
·          divisão do trabalho, em que cada tarefa deve ser dividida no maior número possível de subtarefas.
·          utilização de planilhas para a elaboração dos planejamentos e a formulação de objetivos instrucionais.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Gustavo Boog apresentou um modelo esquemático de mudança que se estratifica em três níveis.
·         A definição que melhor se aplica ao segundo nível (necessidade de aprender/vivência da instituição) é
·          o nível em que ocorre o verdadeiro desenvolvimento da organização, por meio da aquisição de habilidades e capacidades.
·          o nível que se refere ao diagnóstico atual dos recursos quantitativos da organização: onde nós estamos? Onde nós queremos estar?
·          aquele que traz a demanda de construção da definição de diretrizes, metas, objetivos e planos estratégicos (novos procedimentos e instrumentos participativos de avaliação).
·          o diagnóstico atual dos recursos qualitativos da organização: como somos? Como queremos ser (o que queremos mudar)?
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Um dos importantes instrumentos que podem ser utilizados em uma instituição para lidar com as questões grupais é o "grupo operativo".
·         É importante que o gestor escolar conheça essa estratégia. Com relação à utilização da estratégia do grupo operativo na escola, podemos afirmar que ela
·          centra sua dinâmica apenas no sentir e no pensar dos sujeitos, e não nas tarefas que eles realizam.
·          amplia os conflitos existentes, já que as relações do grupo vão sendo intensificadas, permitindo que as pessoas repensem várias questões.
·          não deve ser utilizada, pois é apenas clínica e boa para as psicoterapias de grupo.
·          é mais uma valiosa ferramenta de trabalho social para ser utilizada na gestão escolar, pois consiste na busca e criação de condições para que as mudanças ocorram no interior das pessoasParte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Observe:
  • A mudança institucional que requer do gestor escolar competências técnicas organizativas, pessoais (sensibilidade, ponderação, equilíbrio emocional, sabedoria, intuição), sociais, conceituais e holísticas é aquela que ocorre
  •  na identidade da instituição escolar.
  •  nos recursos da instituição.
  •  nas relações institucionais.
  •  nos processos desenvolvidos no interior da instituição.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Os nomes de Frederick Winslow Taylor e de Henri Fayol estão ligados, respectivamente,
  •  às teorias modernas de gestão e às teorias emergentes de gestão.
  •  à Escola de Administração Científica e à Escola Clássica de Administração.
  •  à Escola Clássica de Administração e à Escola de Administração Científica.
  •  à Escola de Administração Científica e à Teoria Sistêmica de Administração.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Segundo o artigo da Lei 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) os conteúdos curriculares da educação básica observarão, como diretrizes,
  •  a difusão de valores fundamentais ao interesse social, aos direitos e deveres dos cidadãos, de respeito ao bem comum e à ordem democrática.
  •  a consideração das condições de escolaridade dos alunos em cada estabelecimento, sempre comparando as com as condições ideais ou ótimas.
  •  a promoção do desporto educacional e apoio às práticas desportivas formais.
  •  a colocação direta dos alunos no mercado de trabalho.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Observe:
  • Ao gestor escolar compete o resgate da dimensão educacional das avaliações promovidas pelo Ministério da Educação, como o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB), ou iniciativas no âmbito estadual e municipal. Assinale a alternativa que representa um dos momentos dessa competência.
  •  Criar espaços de discussão na escola, envolvendo os vários segmentos escolares.
  •  Aplicar os instrumentos de avaliação que não estavam previstos no processo.
  •  Restringir a participação efetiva de segmentos da escola no momento da realização da avaliação.
  •  Evitar que a comunidade escolar discuta sobre a importância e o significado de tais avaliaçõesParte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Os nomes de Frederick Winslow Taylor e de Henri Fayol estão ligados, respectivamente,
  •  às teorias modernas de gestão e às teorias emergentes de gestão.
  •  à Escola Clássica de Administração e à Escola de Administração Científica.
  •  à Escola de Administração Científica e à Escola Clássica de Administração.
  •  à Escola de Administração Científica e à Teoria Sistêmica de Administração.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
2. Gustavo Boog apresentou um modelo esquemático de mudança que se estratifica em três níveis.
  • A definição que melhor se aplica ao segundo nível (necessidade de aprender/vivência da instituição) é
  •  o nível que se refere ao diagnóstico atual dos recursos quantitativos da organização: onde nós estamos? Onde nós queremos estar?
  •  o diagnóstico atual dos recursos qualitativos da organização: como somos? Como queremos ser (o que queremos mudar)?
  •  o nível em que ocorre o verdadeiro desenvolvimento da organização, por meio da aquisição de habilidades e capacidades.
  •  aquele que traz a demanda de construção da definição de diretrizes, metas, objetivos e planos estratégicos (novos procedimentos e instrumentos participativos de avaliação).
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
3. Discute-se muito, hoje em dia, a contraposição entre a escola como instituição que ensina e como instituição aprendente.
  • A primeira pretendeu ensinar, e assim sempre se manteve como um dos pilares do status quo da sociedade; a segunda se coloca como sujeito e pretende aprender com o contexto que a cerca. 
    Uma das características da escola aprendente é
  •  ser normativa, linear e mecanicista.
  •  ter boas relações que impedem o surgimento de tensões e conflitos.
  •  o gestor como incentivador da construção da cultura institucional.
  •  possuir ações desenvolvidas, ora técnicas, ora paternalistas.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
4. Observe:
  • A mudança institucional que requer do gestor escolar competências técnicas organizativas, pessoais (sensibilidade, ponderação, equilíbrio emocional, sabedoria, intuição), sociais, conceituais e holísticas é aquela que ocorre
  •  nos processos desenvolvidos no interior da instituição.
  •  na identidade da instituição escolar.
  •  nas relações institucionais.
  •  nos recursos da instituiçãoParte inferior do formulário
Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
1. Os nomes de Frederick Winslow Taylor e de Henri Fayol estão ligados, respectivamente,
·         nnàs teorias modernas de gestão e às teorias emergentes de gestão.
·         à Escola Clássica de Administração e à Escola de Administração Científica.
·         à Escola de Administração Científica e à Teoria Sistêmica de Administração.
·         à Escola de Administração Científica e à Escola Clássica de Administração.

2. Leia abaixo:
  • A gestão colegiada, de grande importância no quadro atual da educação, auxilia imensamente o gestor escolar, principalmente em relação a uma das suas funções. Essa função é a de
·         motivar o grupo para a ação.
·         tomar decisões.
·         iniciar ações institucionais na escola.
·         estimular o desenvolvimento dos membros da sua equipe.

3. Entre as competências do gestor escolar, na área de gestão propriamente dita, destacamos a
·         implementação das políticas de Educação Infantil e Ensino Fundamental.
·         coordenação da avaliação institucional da escola.
·         gestão dos recursos humanos, financeiros e materiais da instituição escolar.
·         definição da utilização da tecnologia aplicada à educação como prioridade.

4. O Projeto Político Pedagógico é um importante instrumento para a gestão da autonomia da escola. Sobre ele podemos dizer que
·         não é necessário que os atores institucionais pensem, com base na própria realidade, sobre a singularidade que caracteriza a autonomia.
·         a sua construção deve articular os partícipes da realidade escolar: corpo docente e corpo discente.
·         pode provocar dois tipos de problema: a fragmentação do trabalho pedagógico e o aumento da rotina de tarefas improdutivas.
·         é compreendido como o plano global da instituição ou o projeto educativo, ou seja, um instrumento teórico-metodológico.

Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Quando estudamos a liderança, vimos que ela tem três conceitos correlatos: controle, poder e autoridade.
· Faça a correspondência de cada conceito com a sua significação, numerando a coluna da direita.

1 - Controle
2 - Poder
3 - Autoridade

( ) É a capacidade potencial para o exercício da influência, em sentido mais geral, não dizendo respeito aos atos pontuais.
( ) Neste caso, a influência é suficientemente forte para que o ciclo de mudança de comportamento seja completado, vencendo resistências ou influências em sentido diferente.
( ) Trata-se de poder legítimo, poder que uma pessoa tem em virtude do seu papel, da sua posição hierárquica.

Agora, assinale a alternativa correta, de acordo com o que foi associado acima.
·  3, 1, 2.
·  2, 1, 3.
·  1, 2, 3.
·  2, 3, 1.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

2. Observe:
· A mudança institucional que requer do gestor escolar competências técnicas organizativas, pessoais (sensibilidade, ponderação, equilíbrio emocional, sabedoria, intuição), sociais, conceituais e holísticas é aquela que ocorre
·  nas relações institucionais.
·  nos processos desenvolvidos no interior da instituição.
·  nos recursos da instituição.
·  na identidade da instituição escolar.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

3. Os nomes de Frederick Winslow Taylor e de Henri Fayol estão ligados, respectivamente,
·  às teorias modernas de gestão e às teorias emergentes de gestão.
·  à Escola de Administração Científica e à Escola Clássica de Administração.
·  à Escola Clássica de Administração e à Escola de Administração Científica.
·  à Escola de Administração Científica e à Teoria Sistêmica de Administração.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

4. Um dos importantes instrumentos que podem ser utilizados em uma instituição para lidar com as questões grupais é o "grupo operativo".
· É importante que o gestor escolar conheça essa estratégia. Com relação à utilização da estratégia do grupo operativo na escola, podemos afirmar que ela
·  é mais uma valiosa ferramenta de trabalho social para ser utilizada na gestão escolar, pois consiste na busca e criação de condições para que as mudanças ocorram no interior das pessoas.
·  centra sua dinâmica apenas no sentir e no pensar dos sujeitos, e não nas tarefas que eles realizam.
·  amplia os conflitos existentes, já que as relações do grupo vão sendo intensificadas, permitindo que as pessoas repensem várias questões.
·  não deve ser utilizada, pois é apenas clínica e boa para as psicoterapias de grupoParte inferior do formulário

Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Leia abaixo:
· O gestor que vê os membros do seu grupo como pessoas egoístas e interesseiras, que não gostam de trabalhar, e cujo salário e medo de perder o emprego são os melhores incentivos para aumentar a motivação, utiliza a visão do homem
·  econômico.
·  complexo.
·  social.
·  autorrealizador.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

2. Paulo Freire é um dos teóricos que melhor explicita o conceito de autoridade pedagógica. A melhor definição desse tipo de autoridade é aquela que
·  é efetivada a partir da dimensão básica da atividade pedagógica: a relação dá-se sempre entre pessoas que trazem um capital cultural de origem.
·  deve garantir a todos, tomando como meta o projeto de sociedade, condições e oportunidade de expor e aplicar o que sabem, exigindo o máximo de cada um.
·  organiza as relações estabelecidas entre educação e comunidade, tornando visível e disponível, em sala de aula, elementos contextuais que originam referências com as quais a sociedade se organiza.
·  permite o arbítrio e os abusos do poder, estabelecendo-se sobre o medo e sobre a imposição de um saber hegemônico sobre os demais.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

3. Discute-se muito, hoje em dia, a contraposição entre a escola como instituição que ensina e como instituição aprendente.
· A primeira pretendeu ensinar, e assim sempre se manteve como um dos pilares do status quo da sociedade; a segunda se coloca como sujeito e pretende aprender com o contexto que a cerca.
Uma das características da escola aprendente é
·  ser normativa, linear e mecanicista.
·  o gestor como incentivador da construção da cultura institucional.
·  possuir ações desenvolvidas, ora técnicas, ora paternalistas.
·  ter boas relações que impedem o surgimento de tensões e conflitos.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

4. Observe:
· Na aferição da qualidade da instituição escolar, é muito comum utilizar-se o Esquema PDCA, ferramenta básica para o alcance da qualidade, importada do Modelo Japonês de Administração. As letras PDCA significam, respectivamente
·  planejar, corrigir, avaliar e executar.
·  planejar, executar, avaliar e corrigir.
·  planejar, executar, corrigir e avaliar.
·  executar, corrigir, avaliar e replanejar.

Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. O Projeto Político Pedagógico é um importante instrumento para a gestão da autonomia da escola. Sobre ele podemos dizer que
·  não é necessário que os atores institucionais pensem, com base na própria realidade, sobre a singularidade que caracteriza a autonomia.
·  é compreendido como o plano global da instituição ou o projeto educativo, ou seja, um instrumento teórico-metodológico. CORRETA
·  pode provocar dois tipos de problema: a fragmentação do trabalho pedagógico e o aumento da rotina de tarefas improdutivas.
·  a sua construção deve articular os partícipes da realidade escolar: corpo docente e corpo discente.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

2. Gustavo Boog apresentou um modelo esquemático de mudança que se estratifica em três níveis.
· A definição que melhor se aplica ao segundo nível (necessidade de aprender/vivência da instituição) é
·  o nível que se refere ao diagnóstico atual dos recursos quantitativos da organização: onde nós estamos? Onde nós queremos estar?
·  o diagnóstico atual dos recursos qualitativos da organização: como somos? Como queremos ser (o que queremos mudar)?
·  aquele que traz a demanda de construção da definição de diretrizes, metas, objetivos e planos estratégicos (novos procedimentos e instrumentos participativos de avaliação).
·  o nível em que ocorre o verdadeiro desenvolvimento da organização, por meio da aquisição de habilidades e capacidades. CORRETA
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

3. Paulo Freire é um dos teóricos que melhor explicita o conceito de autoridade pedagógica. A melhor definição desse tipo de autoridade é aquela que
·  deve garantir a todos, tomando como meta o projeto de sociedade, condições e oportunidade de expor e aplicar o que sabem, exigindo o máximo de cada um. CORRETA
·  é efetivada a partir da dimensão básica da atividade pedagógica: a relação dá-se sempre entre pessoas que trazem um capital cultural de origem.
·  permite o arbítrio e os abusos do poder, estabelecendo-se sobre o medo e sobre a imposição de um saber hegemônico sobre os demais.
·  organiza as relações estabelecidas entre educação e comunidade, tornando visível e disponível, em sala de aula, elementos contextuais que originam referências com as quais a sociedade se organiza.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

4. Segue abaixo:
· Na escola de Mariana, a diretora é uma pessoa muito querida. Ela participa de todas as festas promovidas pelos professores, que adoram conversar com ela e chegam a lhe fazer confidências. Esse tipo de poder social é chamado de
·  legítimo.
·  competência.
·  recompensa.
·  referência. CORRETAParte inferior do formulário

Resultado final : 2
GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
Parte superior do formulário
1. Leia abaixo:
· O gestor que vê os membros do seu grupo como pessoas egoístas e interesseiras, que não gostam de trabalhar, e cujo salário e medo de perder o emprego são os melhores incentivos para aumentar a motivação, utiliza a visão do homem
·  econômico.
·  complexo.
·  social.
·  autorrealizador.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

2. Paulo Freire é um dos teóricos que melhor explicita o conceito de autoridade pedagógica. A melhor definição desse tipo de autoridade é aquela que
·  é efetivada a partir da dimensão básica da atividade pedagógica: a relação dá-se sempre entre pessoas que trazem um capital cultural de origem.
·  deve garantir a todos, tomando como meta o projeto de sociedade, condições e oportunidade de expor e aplicar o que sabem, exigindo o máximo de cada um.
·  organiza as relações estabelecidas entre educação e comunidade, tornando visível e disponível, em sala de aula, elementos contextuais que originam referências com as quais a sociedade se organiza.
·  permite o arbítrio e os abusos do poder, estabelecendo-se sobre o medo e sobre a imposição de um saber hegemônico sobre os demais.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

3. Discute-se muito, hoje em dia, a contraposição entre a escola como instituição que ensina e como instituição aprendente.
· A primeira pretendeu ensinar, e assim sempre se manteve como um dos pilares do status quo da sociedade; a segunda se coloca como sujeito e pretende aprender com o contexto que a cerca.
Uma das características da escola aprendente é
·  ser normativa, linear e mecanicista.
·  o gestor como incentivador da construção da cultura institucional.
·  possuir ações desenvolvidas, ora técnicas, ora paternalistas.
·  ter boas relações que impedem o surgimento de tensões e conflitos.
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

4. Observe:
· Na aferição da qualidade da instituição escolar, é muito comum utilizar-se o Esquema PDCA, ferramenta básica para o alcance da qualidade, importada do Modelo Japonês de Administração. As letras PDCA significam, respectivamente,
·  planejar, corrigir, avaliar e executar.
·  planejar, executar, avaliar e corrigir.
·  planejar, executar, corrigir e avaliar.
·  executar, corrigir, avaliar e replanejar.
Parte inferior do formulário

 N2 GESTÃO EDUCACIONAL: DIREÇÃO, COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO
1. Observe a descrição do modelo de administração abaixo.
"Surgiu na década de 1960, e tomou de assalto o cenário da Administração na década de 1980. É um processo de planejamento de longo alcance, formalizado, próprio para a definição e a consecução dos objetivos organizacionais."
Essa descrição se refere à
 burocracia de Max Weber.
 administração contingencial.
 administração por objetivos.
 administração estratégica. (RESPOSTA CORRETA)

2. Segue abaixo:
Existe um teórico da Psicologia que tem como característica notável da sua abordagem o estudo da dinâmica dos grupos e a aplicação de conceitos relativos ao comportamento individual e grupal. Assim como o indivíduo e o seu ambiente formam um  campo psicológico, assim também o grupo e seu ambiente compõem um campo social. Esse autor é
 Freud.
 Skinner.
 Lewin. (RESPOSTA CORRETA)
 Bion.

3. Gustavo Boog apresentou um modelo esquemático de mudança que se estratifica em três níveis.
A definição que melhor se aplica ao segundo nível (necessidade de aprender/vivência da instituição) é
 o diagnóstico atual dos recursos qualitativos da organização: como somos? Como queremos ser (o que queremos mudar)?
 o nível em que ocorre o verdadeiro desenvolvimento da organização, por meio da aquisição de habilidades e capacidades. (CORRETA)
 o nível que se refere ao diagnóstico atual dos recursos quantitativos da organização: onde nós estamos? Onde nós queremos estar?
 aquele que traz a demanda de construção da definição de diretrizes, metas, objetivos e planos estratégicos (novos procedimentos e instrumentos participativos de avaliação).

4. Discute-se muito, hoje em dia, a contraposição entre a escola como instituição que ensina e como instituição aprendente.
A primeira pretendeu ensinar, e assim sempre se manteve como um dos pilares do status quo da sociedade; a segunda se coloca como sujeito e pretende aprender com o contexto que a cerca.
Uma das características da escola aprendente é
 o gestor como incentivador da construção da cultura institucional. (CORRETA)
 ter boas relações que impedem o surgimento de tensões e conflitos.
 possuir ações desenvolvidas, ora técnicas, ora paternalistas.
 ser normativa, linear e mecanicista.
Parte inferior do formulário