Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

sábado, 25 de junho de 2011

Material de estudo pra prova n1 - Pesquisa em Educação!

1. PARA O CAMPO DOS ESTUDOS CULTURAIS, O CONCEITO DE CULTURA REFERE-SE ESPECIALMENTE:
R. são as formas como as pessoas vivem 

2. Qual o conceito de culturas infantis? – (caiu na n1 de uma amiga)
R. Culturas infantis são os modos como as crianças vivem suas vidas e realizam suas atividades e rotinas do dia-a-dia como as brincadeiras, os brinquedos, as músicas que ouvem, os programas de televisão que assistem e os lugares que frequêntam. Sendo assim, é possível afirmar que há diferentes culturas infantis de acordo com o meio social e cultural que vive cada uma. Uma criança nascida e criada na cidade grande tem uma cultura diferente de outra nascida e criada no campo e diferente até mesmo de outra que passa o dia nos semáfros fazendo malabarismo e vendendo balas para ajudar no seu próprio sustento.

3.Porque as pesquisas em psicologia são importantes para a prática pedagógica? (obs. Questões 3,4,5 são iguais, porém com ideias diferentes nas respostas)
R: As Pesquisas ajudaram  para as intervenções Pedagógicas. A Pedagogia como ciência ver-se à reforçada de modo inusitado, graças à entrada cada vez mais intensa da Psicologia no campo educativo, influência que tem servido  
 
4. Qual a importância das relações entre a educação e as pesquisas psicológicas nas praticas pedagogicas? – (caiu na minha n2)
R. As pesquisas psicológicas  são importantes para apoiar e justificar as ações educativas realizadas nas escolas, oferecendo fundamento científico à pedagogia.

5.Qual a importância das relações entre as pesquisas em psicologia e a Educação nas práticas pedagógicas? (caiu na n1 de uma amiga)
R: As pesquisas têm servido para várias intervenções pedagógicas que tomam como legitimas as teorias psicológicas, no inicio do século XlX, a partir da influência positivista, intensifica-se a discussão em torno da cientificidade da pedagogia.  Se os propósitos da educação eram fornecidos especialmente pela ética, como filosofia prática, em algum lugar se deveria procurar, então, meios/métodos capazes de garantir o alcance de seus objetivos e é mais ou menos nessa direção que os saberes produzidos pela Psicologia invadem a cenas Pedagógicas.

6. De acordo com Sarmento (2005) por que é importante entender as crianças como “atores sociais” dentro do contexto sociológico da infância?  - (caiu na n1 de uma amiga)                                                                                
R. Entendendo-as como “atores sociais”, elas deixam de ser manipuladas pelos adultos e de serem consideradas seres inferiores e deficitários e passa a ter o poder de expressar seus sentimentos e suas idéias, já que elas tem a capacidade própria de interpretar a si e aos outros de forma legitima e tem sentido próprio de acordo com seu contexto de vida.
pesquisadores dizem que as falas das crianças são elementos fundamentais para a compreensão das culturas infantis, ou seja, as pesquisas deixam de ser sobre as crianças e passam a ser pesquisas com as crianças, utilizando as falas delas, as formas de expressão infantil”.

7. Qual o objetivo da psicologia do desenvolvimento? (7, 8 e 9 questões iguais com resposta pouco diferentes)
R. É descrever as funções psicológicas das crianças de diferentes idades, para entender como tais funções mudam com a idade, saber quando e como cada tipo de comportamento vai aparecendo

8. Escreva, em uma frase, quais são os objetivos e os métodos de pesquisa da Psicologia do Desenvolvimento.
R. descrever as funções psicológicas das crianças em diferentes idades e entender como tais funções mudam com a idade; para se atingir esses objetivos, utilizam-se métodos longitudinais (observações realizadas sobre um mesmo sujeito ao longo de sua infância e juventude) e os métodos transversais (observações sobre vários sujeitos de diferentes idades).

9. Objetivos das pesquisas psicológicas do desenvolvimento:
As pesquisas da Psicologia do desenvolvimento com seus objetivos, seus métodos e suas teorias, criam algumas verdades sobre as crianças, estabelecendo etapas, pelas quais todas elas, necessariamente têm que passas para se “encaixarem” em formas desejáveis de desenvolvimento infantil.
10. Vários autores afirmam que a escola é uma instituição cultural onde se dá a produção de subjetividades. Você concorda com essa afirmação? Justifique.
R. A escola pode sim ser entendida como uma instituição cultural onde se dá aproduçã o de determinadas subjetividades, à medida que os modos de organização da escola em que as crianças e os jovens estudam estão implicadosnas suas formas de vida. Ou seja, as crianças e os jovens constituem as suasidentidades também através do que eles vivem na escola, através das maneiras como são entendidos e tratados por eles mesmos e pelos adultos com os quais convivem na instituição escolar

11. Diversos autores afirmam que a escola é uma instituição cultural onde se dá a produção da subjetividade. Explique o que você entende por essa afirmação.                                 
R: Subjetividade formação do individuo quanto na construção  de crenças e valores compartilhados na dimensão cultural que vai construir a experiência histórica e coletiva dos grupos e população. É na escola que se da a produção da subjetividade, através da subjetividade construímos um espaço relacional ou seja nos relacionamos com o outro .

12. Nas pesquisas realizadas em Psicologia do Desenvolvimento são utilizados 2 métodos: transversais e longitudinais. Explique cada um deles.
R: Método Longitudinal- que se caracterizam por observações realizadas sobre o mesmo sujeito ao longo de sua infância e juventude, tornando-se um período extenso.
Método Transversal que são os mais usados atualmente, exigem menos tempo porque realizam as observações sobre vários sujeitos de diferentes idades.

13. As pesquisas na área educacional podem realizar dois tipos de analise a externa e a interna explique cada uma delas
R Analise externa, é um tipo de analise que é feito atravéz do pensamento que está sendo analisado, e a analise interna é feita através da própria racionalidade de uma área de conhecimento

14. Compare as crianças da idade média, idade moderna e na pós-modernidade, dando enfoque na aprendizagem. (11 e 12, questões iguais, porém com respostas diferentes)
R: - Idade Média- As crianças  eram miniatura de adultos, no aspecto que se diz respeito a educação as crianças medievais aprendiam as cosias da vida diretamente com os adultos ajudando-os a realizar suas tarefas, não havia escola.
- Idade Moderna - A vida das crianças passou a aparecer no final do XVll período caracterizado por numerosas mudanças sociais, na economia, cultura, política. Foi também no século XVll que as famílias passaram a se estruturar seguindo um novo modelo de família e as novas praticas familiares resultaram em novas formas de se entender e tratar as crianças, que passaram aprender não mais por sua convivência cotidiana junto aos adultos , mas na escola.
- Pós Modernidade- O período atual é chamado de Pós Modernidade e suas condições foram se estabelecendo, segundo lemos a partir da segunda metade do século XX, com o advento da sociedade de consumo e do mass media  mídia de massa, associados a queda das grandes ideologias modernas e de idéias centrais como história razão e progresso.

15.  Traçando um breve histórico dos modos de vida das crianças, podemos entendê-los como característicos de três épocas: Idade Média, Idade Moderna e tempos atuais. Que palavras-chave você destacaria como representativas de cada uma dessas épocas no que se refere à infância?
-Idade Média: inexistência da infância, crianças entendidas e tratadas como miniadultos e sua educação era no contato direto com os adultos;                                                                                                                                                                                                                                       -Idade Moderna: invenção da infância, separação entre crianças e adultos, crianças entendidas e tratadas como frágeis, imaturas, inocentes, ingênuas, inconscientes, carentes de razão e de juízo, necessitando de proteção, cuidados, educação, disciplina e passaram a ser educadas na escola;                                                                                                                                                                                                              -Tempos atuais (pós modernidade)  aconteceu oempalidecimento da infância modernaem função da revolução tecnológica, crianças entendidas e tratadas como autônomas, independentes, espertas, consumidoras, erotizadas, e, em alguns casos, assustadoras e perigosas.

16.  O que é nova escola? – (principais nomes da Escola Nova no Brasil: Anísio Teixeira e Lourenço Filho)
R: É um movimento iniciado no Brasil à partir da experiência de várias reformas na educação, neste manifesto reunia-se pedagogos, médicos, advogados, jornalista, eles estavam empenhados em fazer uma educação publica seguindo as transformações trazidas  pela Revolução Industrial  

17. No Século 18  as instituições necessitavam se renovar para atender os novos ideais iluministas em ascensão. Desta forma se estruturavam em seu nível de organização, de forma que o sistema de educação fosse orgânico submeter-se ao controle público e articular-se em diversos graus e ordens. Descreva se o ensino atual atende essas demandas

18. O que é senso comum?
R. o senso comum pode ser entendido como o conjunto de crenças e opiniões, essencialmente de caráter prático, uma vez que procura resolver problemas do cotidiano (...) Por isso, enquanto determinado conhecimento funcionar bem dentro das finalidades para as quase foi criado, ele continuará sendo utilizado sem muito questionamento.

19. O que é ciência (Conhecimento científico)?
R. O conhecimento científico procura sistematicamente, criticar uma hipótese, mesmo que ela resolva satisfatoriamente os problemas para os quais foi concebida. Isso quer dizer que em ciência procuramos aplicar uma hipótese para resolver novos problemas, ampliando seu campo de ação para além dos limites de objetivos práticos e problemas cotidianos.

20. O que é pesquisa?
R. é a investigação feita com o objetivo expresso de obter conhecimento específico e estruturado sobre um assunto preciso (Marcos Bagno). O conceito de pesquisa está associado ao conceito de investigar.
21. O que nos leva a investigar?
R. A pesquisa é necessaria a partir do momento em que começamos a questionar os nossos sabes e percebemos que eles não são suficientes para dar conta de entender o mundo em que vivemos e para responder aos seus desafios. As vezes, nem o nosso conhecimento sensorial e nem o nosso conhecimento apreendidos pela transmissão social conseguem nos oferecer respostas úteis para nossas indagações.

22. O que é criança? E o que é infancia?
R. criança é um ser que se encontra na fase da infância, um corpo que está à nossa frente e se alimenta, se veste, se
Já infancia é a fase que vai do nascimento à puberdade, é uma fase da vida pela qual as crianças passam ou não,
é um conceito abstrato, uma idéia, um sentimento, um modo de pensar.
P/ Rosseau, Infância está associada a uma série de idéias como: liberdade, ingenuidade, alegria, descobertas  adultos
- Criança como ser dependente, é um ser em falta que precisa ser conduzido e protegido pelos adultos.

23. A criança pode ser analisada de diferentes modos, através da biologia, sociologia, psicologia e outras e cada um deles se utilizam de um referencial:
- Referencial de História: A criança e um ser histórico. Estuda-se a história da infância, das instituições escolares, dos sistemas de ensino, das pedagogias sobre a infância;
- Referencial de psicologia e biologia: A criança é um ser em desenvolvimento. Estudam-se as fases de seu desenvolvimento e as suas funções psicológicas, em cada uma das fases;
- Referencial de sociologia: A criança é um ser social. Estuda-se a relação da criança com as instituições: a família, a escola, os movimentos sociais;
- Referencial dos Estudos Sociais: A criança é um ser cultural. Estuda-se a criança com os artefatos de sua cultura e como ela age ao ser interpelada pela: propaganda, moda, jogos infantis, personagens de TV e modos de educação não formais;

- Referencial político-demográfico: A criança é um ser de direitos. Estuda-se a criança como parte de uma população específica e estudam-se também as políticas direcionadas a infância e adolescência;

24. Pense nas características da sociedade medieval, referidas neste texto, e responda: de todas elas, qual mais te surpreende quanto às formas como as crianças eram entendidas e tratadas? Por quê?
R. A partir de um olhar moderno, uma das características mais surpreendentes da Idade Média em relação às crianças refere-se ao infanticídio tolerado, em função da inexistência de sentimentos de afeição ou culpa por parte das fa-mílias, que logo substituíam uma criança que morria por outra, evidencian-do o descaso com os recém-nascidos.

25. Com base nas ideias de Ariès sobre a história da infância, liste três caracterís-ticas que descrevam as crianças da Idade Média.
R. As crianças da Idade Média eram entendidas e tratadas como adultos em miniatura. As três principais características que evidenciam isso são: a) os modelos das roupas que as crianças vestiam eram exatamente iguais aos dosadultos, em tamanho reduzido; b) a aprendizagem das crianças acontecia nocontato direto entre elas e os adultos; c) as crianças participavam das festasdos adultos, dos jogos de azar e das atividades profissionais da época

26. Escolarização na Idade Média:                                                                                                                                                               R. segundo Áries era entendido como enclausuramento o  que hoje é muito normal, ir à escola todos os dias, é lei.
“Escola e infância moderna, são coisas intimamente relacionadas, uma alimentando a outra”

27. Alguns autores, como Mariano Narodowski e Neil Postman, falam no possível fim da infância moderna. Você concorda com eles? Por quê?
R. o suposto fim da infância moderna pode ser percebido, sim, nas próprias formas como as crianças de hoje vivem; seus hábitos, os programas de televisão que são os mesmos dos adultos e também o livre acesso à internet e em todos os artefatos e aparelhos da tecnologia contemporânea, a chamada infância “hiper-realizada”, como salienta Narodowski, as que não têm acesso a tudo isso vivem uma infância “desrealizada”. Em todo caso, não se trata mais da mesma infância, tal como foi concebida pela Modernidade.

28. Estabeleça as relações entre infância, tecnologia e consumo.
R. Os novos modos de as crianças viverem na sociedade atual, além de refinarem a relação entre infância e tecnologia, também propiciam a formação de crianças consumidoras, não apenas de bens, mercadorias, produtos e marcas, mas também de ideias, imagens, slogans, estilos de vestir, de falar, de se comportar. Trata-se de crianças muito mais habilitadas para manusear a aparelhagem tecnológica do que os adultos, configurando uma relação imediata e quase natural entre crianças e recursos tecnológicos.

29. A partir do que foi discutido no texto, escreva qual a relevância da pesquisa na formação de professores:
R. A formação de professores pesquisadores justifica-se em especial pela intensificação das transformações sociais. Num mundo onde se alteram rapidamente as formas culturais de crianças, jovens e adultos, torna-se necessária ao professor, a atitude de pesquisar, problematizando as ações docentes cotidianas e as práticas sociais em que os alunos e suas famílias encontram-se enredados.

30. Descreva o modo como Norbert Elias entende o conceito de sociedade. E quanto a você, como definiria esse conceito?
R. para Elias, os sujeitos vivem em associações e, portanto, constituem teias de interdependência ou configurações de muitos tipos, como famílias, escolas, cidades, Estados. Essas configurações são construídas e reconstruídas o tempo todo e não há um início ou um fim de cada configuração; trata-se de uma cadeia de relações que se configuram ao longo do tempo.

31.  Pense nas crianças entendidas como atores sociais ativos. Com base no que foi discutido no texto, escreva um parágrafo sobre as relações estabelecidas entre infância e sociedade.
R. As crianças não precisam ser inseridas na sociedade por meio da escola, elas são seres sociais que participam da sociedade dede seu nascimento. Participam das trocas, das interações e dos processos de ajustamento que transformam as sociedades. Elas integram um grupo social que deve ser considerado em si mesma e não são objetos manipuláveis, são capazes de fazer suas próprias interpretações da sociedade, dos outros e de si próprias, de pensamentos e de sentimentos. Elas são dotadas de um sentido próprio, que não deve ser visto como inferior ou deficitário.

32. Defina o seu entendimento do conceito de políticas sociais.
R. Políticas sociais são ações planejadas e executadas na intenção de resolver problemas da sociedade; são programas e projetos que os governos (municipal, estadual ou federal) ou a sociedade civil realizam na tentativa de garantir a igualdade dos direitos básicos fundamentais para todas as camadas e grupos sociais.

abraço galera,
Nivaldo!