Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Pesquisa em Educação!

Prova concluida com sucesso!!!
Resultado final : 2


PESQUISA EM EDUCAÇÃO


1. A ÁREA DE ESTUDOS E PESQUISAS CONHECIDA COMO SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA FOI CONSOLIDADA A PARTIR DE ALGUMAS PREOCUPAÇÕES, DENTRE AS QUAIS SE DESTACA:
• as crianças nunca foram ignoradas, pois desde a Idade Média recebem a atenção dos seus pais e professores.
• já está na hora de os adultos começarem a proteger as crianças, sendo os seus porta-vozes e falando por elas de suas necessidades, suas carências e seus desejos.
• o estudo da infância não deve ser comparado ao estudo de outras minorias, como no caso das relações de gênero, etnia e classe.
• é indispensável, nos dias de hoje, que as crianças sejam entendidas e tratadas como atores e participantes ativos da sociedade.

2. PARA O CAMPO DOS ESTUDOS CULTURAIS, O CONCEITO DE CULTURA REFERE-SE ESPECIALMENTE:
• às formas de vida das pessoas.
• aos saberes clássicos adquiridos por alguém.
• à quantidade de conhecimentos que uma pessoa possui.
• ao grau de instrução de uma pessoa.

3. NO CONTEXTO DE UMA SOCIEDADE CARACTERIZADA COMO DIGITAL, O PAPEL DA PROFESSORA E DO PROFESSOR SE AMPLIA. ISSO OCORRE PORQUE:
• os modos de vida contemporâneos demandam que o professor assuma uma postura de pesquisador, em vez de simplesmente transmitir o conteúdo.
• as informações que os alunos adquirem fora da escola são confusas e algumas vezes equivocadas, fazendo com que a escola fortaleça sua função de transmissora legítima do saber.
• é necessário que a escola apresente uma única visão da realidade, considerando que a internet possui um conteúdo desorganizado e contraditório.
• os episódios tecnológicos recentes exigem que a professora e o professor sejam detentores do conhecimento a ser ensinado aos alunos de forma genérica.

4. O CONCEITO DE INFÂNCIA FOI UMA INVENÇÃO DA MODERNIDADE. ANTES DISSO, AS CRIANÇAS ERAM REPRESENTADAS TRATADAS DA SEGUINTE MANEIRA:
• as crianças eram entendidas como inocentes, ingênuas e necessitadas de proteção por parte dos adultos.
• as crianças estavam separadas do imaginário adulto e a escola tinha papel preponderante na sua educação.
• as crianças apareciam como adultos em miniatura, sem distinção de vestuário e práticas sociais.