Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Literatura Infantil - Prova N3

1 - De acordo com Coelho (1991 apud COSTA, 2009), a fábula, o mito e a lenda são espécies literárias que não se confundem com a parábola, o apólogo, o romance policial e outros tipos de textos literários. Costa (2009) adiciona, ainda, que a fábula destinava-se, originalmente, aos adultos. Explique, com suas palavras, a função que a fábula tinha e o que a distingue das outras espécies literárias.
As fábulas distinguem-se dos outros  tipos de textos pela presenças do animal, colocando-o em situações humanas e caracterizando símbolos, dentro de um contexto universal. Na fábula os personagens geralmente são animais ou se transformam em animais, mas não deixam de ter características humanas, como pensamentos, sonhos, etc. Na fábula há sempre uma moral para a história apresentada no final.

2 - De acordo com Orlandi (1996 apud COSTA, 2009), os sentidos de um texto não se fecham; estão sempre abertos. Disserte, com suas palavras, qual o papel das experiências pessoais do leitor ao se colocar diante de um texto.
As experiências com o leitor sofrem “mutação” de uma pessoa para outra, ela sofre mutabilidade, pois os sentidos não pertencem nem ao leitor e nem ao autor, pois são feitos da troca de linguagem. Por isso a permanência de textos com a multiplicação de sentidos.
3 - Costa (2009) afirma que projetos de leitura na escola devem tornar a leitura interessante. Diante disso, apresente as características que um poema deve ter para ser considerado bom para público infantil. (p.103 – portal)
Deve ser comprometido com aspectos da sensibilidade e da emoção do poeta, sem a necessidade de tom de conselho e nem insistir na transmissão de conhecimentos. Um bom poema deve ter um enfoque crítico e reflexível em sua narrativa.
Preferencialmente os poemas em que predomine a fantasia, a musicalidade e a imaginação, sem o caráter conceitual e com tema sem uma visão triste e pessimista da vida.

4 - Avelar e Sorsy (2005 apud COSTA, 2009) afirmam que ler uma história e fazer sua contação são processos bem diferentes. Disserte, com suas palavras, quais as características de uma narrativa oral e qual o papel do contador em relação ao seu búblico.
Com certeza existem diferenças entre contar e ler uma história, mesmo porque existem diferenças entre palavra oral e escrita. A comunicação oral ocorre através de palavras e a percepção é auditiva, onde podemos ter a experiência da unidade, somos invadidos pelo som passando através de nós, o corpo passa a ser unidade auditiva. As expressões corporais e a entonação da voz dão sentido às palavras trazendo emoções por trás do texto.
O contador deve se preparar com antecedência, lendo seu texto várias vezes, pois através da sua história poderá alegrar ou frustrar. Por isso tudo deve ser perfeito.