Páginas

Minha foto
são paulo, zona leste, Brazil

domingo, 30 de setembro de 2012

Educação Inclusiva - Questões de Prova

Atenção.
Há algumas questões repetidas, porém com respostas diferentes!

1. Descreva uma das principais características da deficiência intelectual (mental)
Na deficiência mental, observa-se uma limitação da capacidade de aprendizagem do indivíduo e de suas habilidades relativas à vida diária.

2. Descreva uma das principais características da deficiência intelectual (mental)
O funcionamento intelectual gera situa-se significativamente abaixo da média, comprometendo duas ou mais áreas da conduta adaptativa ou da capacidade para responder, de forma adequada, as demandas da sociedade.

3. Descreva uma das principais características da deficiência sensorial auditiva.
A deficiência auditiva significa uma perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da audição e pode manifestar-se como surdez leve/moderada, severa profunda.

4. Descreva  uma das principais  características  da  deficiência  sensorial  auditiva
Há perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da capacidade de compreender a fala por intermédio do ouvido e manifesta-se como surdez leve (moderada) ou como surdez severa (profunda)

5. Descreva uma das principais características da Deficiência Sensorial Física
CONSTITUI-SE EM UMA VARIEDADE DE CONDIÇÕES QUE AFETAM AS PESSOAS COMPROMETENDO-LHE A MOBILIDADE A COORDENAÇÃO MOTORA GERAL OU A FALA EM VIRTUDE DE LESOES NEUROLOGICAS, NEUROMUSCULARES, E ORTOPEDICAS OU MALFORMAÇÕES CONGENITAS OU ADQUIRIDAS, AMPUTADOS, POLIOMILITE, ENTRE OUTRAS.

6. Descreva  uma  das principais  características  da  Deficiência  sensorial  física. 
Há redução ou perda total da capacidade de ver com o melhor olho, e mesmo após a melhor correção ótica, manifesta-se como cegueira ou visão reduzida (subnormal)

7. Descreva uma das principais características da Deficiência sensorial física.
Considera-se deficiência física uma variedade de condições que afeta o individua em termos de mobilidade, de coordenação motora geral ou de fala, como decorrência de lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas, ou ainda, de más-formações congênitas ou adquiridas.

8. Que problemas podem ocorrer diante do desequilíbrio entre teoria e pratica apresentados pelos educadores da educação inclusiva? Comente
Este desequilíbrio entre teoria e pratica nos leva a crer que para a efetivação de uma mudança de consciência dos profissionais será preciso validar todo este constructo teórico por meio de uma inclusão eficaz. Claro que o processo de formação de professores precisa urgentemente ser avaliado, também capacitar os que já esta no trabalho

9. Que  problemas  podem ocorrer  diante  do  desequilíbrio  entre  teoria   pratica apresentados pelos educadores da  educação  inclusiva? Comente.
Que a teoria se torna mais agradável do que a prática começa a trazer a tona os problemas da inclusão,  vemos que a teoria é mais simples do que a pratica, ou seja, é fácil falar de inclusão quando não há alunos na sala de aula, mas quando os mesmos passam a compor a sala de aula as coisas mudam de figura                
Na teoria já está tudo adequado, Na prática ainda há muitas dificuldades por falta de recursos (financeiros, espaço físico, materiais disponíveis adaptados para as diferentes necessidades), falta de capacitação profissional (profissionais na qual não conhecem Libras, despreparados para receber crianças especiais,...), preconceito, falta de conhecimento. Este desequilíbrio entre teoria e pratica nos leva a crer que para a efetivação de uma mudança de consciência dos profissionais será preciso validar todo este constructo teórico por meio de uma inclusão  eficaz. Claro que o processo de formação de professores precisa urgentemente ser avaliado, também capacitar os que já esta no trabalho

10. Que problemas podem ocorrer diante do desequilíbrio entre teoria e pratica apresentados pelos educadores da educação inclusiva? Comente
Esta divisão tão demarcada apresenta conseqüências expressivas no processo de inclusão, apontando para o fato de que não é realizado de maneira minimamente articulada, nem segue uma orientação mais uniforme. Ele se faz (ou deixa de ser feito) de acordo com a percepção de cada professor a respeito de seu aluno. Esse desequilíbrio entre teoria e prática nos leva a crer que para a efetivação de uma mudança de consciência dos profissionais será preciso validar todo este constructo teórico por meio de uma inclusão eficaz. Fica evidente que o processo formação dos profissionais de ensino precisa urgentemente ser avaliado, bem como capacitar aqueles que já se encontram na força de trabalho

11. Conceitue educação especial segundo a literatura do módulo
É uma modalidade de educação escolar, oferecida, preferencialmente, na rede regular de ensino é oferecida para educandos portadores de necessidades especiais.

12. Quais os principais objetivos da educação especial.
Atender portadores de deficiências em escolas próximas de suas residências; ampliar o acesso desses alunos nas classes comuns; fornecer capacitação aos professores propiciando um atendimento de qualidade; favorecer uma aprendizagem na qual as crianças possam adquirir conhecimentos junta, porém, tendo objetivos e processos diferentes; desenvolver no professor a capacidade de usar formas criativas com alunos portadores de deficiência física, a fim de que a aprendizagem se concretize.

13. Qual a importância da inclusão educacional?
Entre os diversos motivos relevantes da inclusão educacional da pessoa portadora de deficiência, destaca-se os princípios de justiça e igualdade, considerando que todos tem direito a oportunidade de acesso a educação, nas mesmas condições. A observância deste preceito proporcionará, aos deficientes físicos, uma participação social integrada aos demais membros da comunidade.

14. Qual a importância da inclusão educacional?
Entre os diversos motivos relevantes da inclusão educacional da pessoa portadora de deficiência, destaca-se os princípios de justiça e igualdade, considerando que todos tem direito a oportunidade de acesso a educação, nas mesmas condições. A observância deste preceito proporcionará, aos deficientes físicos, uma participação social integrada aos demais membros da comunidade. Além de contribuir para a socialização de alunos portadores de necessidades educacionais a Educação Inclusiva favorece a um melhor desenvolvimento físico e psíquico dos mesmos, beneficiando também os demais alunos, que aprendem a adquirir atitudes de respeito e compreensão pelas diferenças, serão obedecidos os princípios de igualdade de viver socialmente com direitos, privilégios e deveres iguais, participação ativa na interação social e observância de direitos e deveres instituídos pela sociedade.

15. De que forma o congresso de Jotier na Tailândia e a Declaração de Salamanca influenciou na área da Educação Especial no mundo?
Ela influenciou que todas as escolas devem acolher todas  as crianças, independentemente de suas condições físicas, intelectuais, sócias, emocionais, lingüísticas ou outras. Nascia um  movimento de inclusão mundial. Educação para todos, na área das necessidades educativas especiais que definiram novas concepções de necessidades especiais e as diretrizes para ação nível nacionais. Capacitando as escolas para atenderem todas as crianças, sobretudo as com necessidades educativas especiais.

16. De que forma o Congresso de Jontien "Congresso de Educação para Todos" na > Tailândia em 1990 e a Conferencia Mundial sobre Necessidades Educativas > Especiais, ocorrido na cidade de Barcelona, na Espanha, conhecida como> "Declaração de Salamanca" influenciou a área da educação especial no mundo?
O principio fundamental desta linha de ação é que as escolas devem acolher todas as crianças, independente de suas condições físicas, intelectuais, sociais, emocionais, lingüísticas ou outras. Devem acolher crianças deficientes ou bem dotadas, crianças que vivem  nas ruas ou trabalham, moram distantes, nômades, minorias LINGHUÍSTICAS, ÉTNICAS OU CULTURAIS  ZONAS DESFAVORECIDAS OU MARGINALIZADAS.

17.  Como a literatura deste módulo apresenta como sendo praticada atualmente a capacitação de professores na educação especial.
A formação de professores para educação especial no Brasil é um tema que vem sendo discutidos desde a década de 80, os debates  nesses primeiros anos, enfatizam a formação técnica que envolvesse tanto o conhecimento especifico de determinado campo, mas não houve avanços significativos no campo teórico e na implementação de ações concretas. Hoje as discussões continuam centradas na defasagem entre a preparação oferecida pelas escolas, instituições formadoras e a realidade da atividade prática. É inegável a inadequação destes cursos na preparação competente de profissionais para exercícios de suas atividades. 
Já existem instituições de ensino superior que oferecem formação de professores com enfoque na Educação Especial, mas é fundamental que haja capacitação para professores que já atuam na rede regular de ensino e está vivenciando essa situação, capacitar os professores para lidar com diversas situações que surgirão em sala de aula, já que para a educação inclusiva ser um sucesso depende muito da capacitação do professor.

18. Descreva de forma sucinta como esta caracterizada a educação especial concebida como modalidade escolar.
As características da educação especial na modalidade de educação escolas é um conjunto de recursos educacionais e de estratégias de apoio que estejam á disposição de todos os alunos. Este conjunto facilita não só os alunos identificados com necessidades especiais, mas a todos os alunos que se sentirem favorecidos têm a finalidade de favorecer o acesso ao conhecimento. EDUCAÇÃO ESPECIAL COM MODALIDADE ESCOLAR SIGNIFICA UM TIPO DE EDUCAÇÃO QUE SE DA ESCOLA.
                                                                 
19. DESCREVAM DOIS OBJETIVOS QUE NORTEIAM A EDUCAÇÃO INCLUSIVA
Fornecer capacitação ao professor propiciando um atendimento de qualidade; favorecer uma aprendizagem na qual as crianças possam adquirir conhecimentos junta, porém, tendo objetivos e processos diferentes; desenvolver no professor a capacidade de usar formas criativas com alunos portadores de deficiência física, a fim de que a aprendizagem se concretize.

20. Quais as conseqüências que a "rotulação" na subjetividade dos indivíduos pode acarretar?
O individuo passa a se ver e a ser visto a partir de um rotulo, perdendo-se de vista, tudo o que se relaciona ao seu referencial sociocultural, a riqueza de sua subjetividade, de seus valores, de sua individualidade, de sua particularidade, acabando por se tornar um excluído social por se diferenciar dos demais membros da sociedade.

21. Segundo a literatura estudada, quem são os alunos com necessidades educacionais especiais?
* alunos que apresentem dificuldades acentuadas de aprendizagem ou limitações no processo de desenvolvimento que dificultem o acompanhamento das atividades curriculares, compreendidas em dois grupos:
* aquelas não vinculadas a uma causa orgânica específicas;
* aquelas relacionadas a condições, disfunções, limitações ou deficiências.
* dificuldades de comunicação e sinalização diferenciadas dos demais alunos, demandando adaptações de acesso ao currículo, com utilização de linguagens e códigos aplicáveis;
* altas habilidades/superdotação, grande facilidade de aprendizagem que o leva a dominar rapidamente os conceitos, os procedimentos e as atitudes e que, por terem condições de aprofundar e enriquecer esses conteúdos deve receber desafios suplementares em classe comum, em sala de recursos ou em outros espaços definidos pelos sistemas de ensino, inclusive para concluir, em menor tempo, a série ou etapa escolar.

22. QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PRINCÍPIOS CONTIDOS NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA?
Os princípios contidos na educação são justiça, igualdade e solidariedade. Considerando que todos tem direitos à oportunidade de acesso à educação  nas mesmas condições.                                                                

23. Que postura educativa deveria adotar um professor que atua junto a uma sala de aula que adota a educação inclusiva?
Este será o modelo pedagógico para os alunos e sua preocupação é voltada para o conteúdo, a disciplina, o saber, o conhecimento. O docente deve desenvolver a experiência educacional de ensinar e aprender através de práticas de ensino inclusivas. Com a prática, validamos os saberes adquiridos. A experiência do dia a dia mostra o melhor caminho para o sucesso do educador. E como a grande maioria dos  professores não recebem a formação devida para tratar alunos com necessidades especiais, a prática na sala de aula, é quem ensina e indica  a melhor forma de tratamento e  adaptação da didática necessária. O professor deve olhar seus alunos, e buscar em cada um, sua real necessidade, seus desejos e seu tempo, adequando a metodologia de ensino e o tratamento. O docente deve desenvolver a experiência educacional de ensinar e aprender através de práticas de ensino inclusivas.

24. Que postura educativa deveria adotar um professor que atua junto a uma sala de aula que adota a educação inclusiva?
O professor deve adaptar-se ao novo processo, ter um novo olhar e rever seus conceitos e preconceitos para ter um trabalho de qualidade. Ele deve se adequar ao aluno, observando suas potencialidades e estimulando-as e principalmente promover uma integração com a classe.
     
25. Descreva dois problemas estruturais que tem se evidenciado no processo de educação inclusiva no Brasil.
Problemas estruturais não podem ser justificativa p/o não fazer tem que se buscar a solução e fazer o melhor possível, reclamação dos professores (duração tempo de aula ou quantidade de alunos na sala) estes problemas são mais uma justificativa para não o fazer. O modelo de inclusão convida os professores a uma revisão de toda a sua prática pedagógica, desde a olhar o aluno e mudanças de reconhecer dificuldades e desconhecimento do processo de inclusão.
Com essa prática o professor poderá conceder aos educandos direitos iguais a todos

26. Descreva dois problemas estruturais que tem se evidenciado no processo de educação inclusiva no Brasil.
- A acomodação para todas as crianças, independente de suas condições;
- O grande numera de alunos por turma, que dificulta o atendimento adequado.

27. Cite 2 princípios encontrados na educação especial. 
Destacam-se os princípios de justiça e igualdade, considerando que todos têm direitos à oportunidade de acesso à educação nas mesmas condições

28. Quais as conseqüências da falta de apoio aos professores que atuam na educação inclusiva têm sido apontadas segundo a literatura estudada? Cite uma.
Esta falta de apoio leva a pouca crença na implementação da inclusão. Estes professores tornam-se dependentes do trabalho dos professores itinerantes, e somado à inadequação dos espaços e das turmas, dificultam o trabalho pedagógico.

29. Qual a conseqüência da falta de apoio aos professores que atuam na educação inclusiva tem sido apontada segundo a literatura estudada?Cite1
A falta de apoio ao professor acarreta  pouca crença na implementação da inclusão ficando estes educadores dependentes do trabalho do professor itinerante
  
30. De que forma o modelo econômico Neoliberal influência na inclusão de pessoas com deficiência na sociedade
Hoje, vivemos num modelo econômico que veio para reestruturar o capitalismo e que torna cada vez mais difícil a manutenção do Estado de Bem Estar. Neste modelo prevalece o interesse de quem tem o domínio do capital e as políticas sociais ficam subordinadas a este contexto. Este modelo vem dificultando o acesso dos portadores de deficiências e das minorias aos seus direitos de igualdades de condições, pois por ele, não há lógica em se investir numa pessoa que é improdutiva. Este modelo firma-se no sucesso e, para compensar, há a necessidade de um maior empenho dos governos para tentar diminuir estas dificuldades e diferenças, procurando por em pratica políticas sociais mais efetivas.

31. De que forma o modelo econômico Neoliberal influência na inclusão de pessoas com deficiência na sociedade?
E uma reestruturação do capitalismo, tornando mais difícil a manutenção do Estado de Bem-Estar Social. ESSE MODELO ECÔNOMICO VEM DIFICULTANDO O ACESSO AOS DIREITOS DE IGUALDADES DE CONDIÇÕES, A FALTA DE URGÊNCIA EM SE REALIZAR a inclusão de qualidade a uma eficaz capacitação;  não podemos nos guiar neste modelo político, pois investir na educação de uma pessoa, que é tida muitas vezes, como improdutiva 

32. Que lei garante que a educação especial seja oferecida preferencialmente na rede regular de ensino? 
9.394/96ª atual Lei de Diretrizes e Bases para Educação Nacional Lei 9394 de 20.12.96, Especialmente no capitulo V, da Educação Especial.

33. DEFINA SEGUNDO A LITERATURA, EDUCAÇÃO INCLUSIVA.
É a peça chave para que o Brasil de conta de sua responsabilidade junto aos organismos internacionais quanto ás metas do Congresso Mundial da Tailândia como as contidas na Decalaração da Salamanca 
educação inclusiva é um conjunto de recursos educacionais e de estratégias de apoio que estejam á disposição de todos os alunos. Este conjunto facilita não só os alunos identificados com necessidades especiais, mas a todos os alunos que se sentirem favorecidos têm a finalidade de favorecer o acesso ao conhecimento. EDUCAÇÃO ESPECIAL COM MODALIDADE ESCOLAR SIGNIFICA UM TIPO DE EDUCAÇÃO QUE SE DA ESCOLA.

34. Descreva de forma sucinta de que forma era oferecido o aprendizado escolar voltado a pessoas com deficiência antes da lei 9394/96.
A educação Especial não era oferecida na rede publica o aprendizado para esses alunos era muito particular. Os alunos cegos e surdos eram encaminhados para escolas especializadas nesse tipo de deficiência, Os alunos com deficiência mental, até poderiam ser matriculados em classes especiais de uma escola publica, mas era abandonado, pois achavam que eles não tinham capacidade de aprendizagem, Os autistas eram internados em hospícios ou escolas especiais e os deficientes físicos só em escolas que tivessem acesso a eles.